Budapeste é a cidade mais populosa da Hungria e também o centro financeiro e cultural. Para poder entender melhor a história e a disposição dos seus monumentos é bom que se conheça um pouco da sua origem.

Parlamento Húngaro

Originária de um assentamento Celta a cidade possui muitos monumentos históricos. Depois dos celtas, os romanos fundaram pequenos vilarejos – Aquincum (106 DC). Hoje este território corresponde a região de Obuda. A cidade era dividida em duas regiões até 1811. Um lado, Buda e o outro lado Peste, cortada pelo rio Danúbio.

Budapeste foi dominada pelos Turcos. Depois se tornou capital junto com Viena. Perdeu duas guerras, foi dominada pelos soviéticos, passou por violenta revolução em 1956 e se tornou capital independente novamente em 1989.

Buda é o lado mais residencial tem menos atrações, restaurantes e opções de hospedagem. Suas construções são da era medieval, onde está localizado o Palácio Real que teve sua construção no início de 1308, mas foi destruído e reconstruído 6 vezes. A versão original éde 1896 e foi dividido em dois museus: Galeria Nacional da Hungria e o Museu de História de Budapeste. Se você quiser uma linda vista da cidade tem o SavoyaTerrace. Do outro lado o Castle Hill podemos encontrar Fishman´s Bastion, este edifício tem 7 torres que simboliza os 7 líderes fundadores da cidade. A igreja Matias também está localizada aqui. No topo do morro Gellert tem a estátua da liberdade em homenagem aos soldados soviéticos, onde podemos ter uma magnífica vista da cidade. A cidade é cortada pelo rio Danúbio e foram construídas várias pontes para poderem atravessar de um lado ao outra da cidade. A primeira ponte que foi construída foi a Chain Bridge.

Estátua da Liberdade

No lado Peste podemos encontrar um imponente prédio branco, Parlamento Húngaro, de 1902. Perto do Parlamento Húngaro tem o memorial das vítimas do nazismo – Shoes on the Danube Bank – uma linha de 40 metros de sapatos esculpidos em ferro simbolizando o assassinato dos judeus na segunda guerra. Eles eram forçados a tirarem seus sapatos (o bem mais valiosa na época) e eram fuzilados na beira do rio para que seus corpos caíssem e fossem levados pela correnteza.

Shoes on the Danube Bank

Do outro lado do Parlamento tem o Etnográfico Museu onde um muro com umas balas de ferro simbolizando os disparados efetuados contra os estudantes que eram contra o governo soviético na revoluçãode 1956. Tem a Basílica de Santo Estevão, um dos reis húngaros e em frente a sorveteria – Gelato Rosa, sorvete caseiro servido em formato de rosa.

Deak Ferenc é ponto de encontroda galera de Budapeste. A praça é rodeada de vários bares e atrás da fonte temum nightclub. Você pode caminhar pela elegante Avenida Andrassay onde tem várias lojas de grife, o Ópera House, a Casa do Terror (terror háza). Neste local foi o quartel de execução: pelos Nazistas em 1944 e pelos comunistas em1945/56. No final da avenida está a Praça dos Heróis, onde tem os monumentos erguidos em homenagem aos 7 líderes que fundaram o país e todos os Reis do início da Monarquia.

Praça dos Heróis

Existem outros lugares históricos para visitar e inúmeras casas de banho também pois Budapeste tem o segundo maior sistema termal de água do mundo. No bairro Judeu podemos visitar a Sinagoga,o Museu dos Judeus e o Memorial do Holocausto com a escultura da “Árvore daVida” com os nomes das famílias vítimas do Holocausto. E tem vários interessantes pubs na região também.

Share:
Written by Dealage
I´m a Brazilian traveller that love travel around to meet new people and learn more about different cultures.